quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

[Opinião] "A Grandes Batalhas da História de Portugal" de Rui Natário (Marcador)

0

Sinopse:

Passando por todas as grandes fases da História nacional e evocando os maiores conflitos em cada uma dessas épocas, As Grandes Batalhas da História de Portugal traça um panorama da história militar de Portugal, alia o rigor histórico a uma visão alternativa dos acontecimentos, nomeadamente a dos inimigos com quem nos confrontámos.
A narrativa revela alguns detalhes curiosos e menos divulgados que, em muitas ocasiões, contribuíram decisivamente para o desfecho dos confrontos.

Esta é uma obra que se destina a um público generalista, interessado em conhecer os factos militares que moldaram esta Nação e que contribuíram decisivamente para o Portugal que somos hoje.

Ficha Técnica:


ISBN: 9789897543302
Edição ou reimpressão: 10-2017
Editor: Marcador
Idioma: Português
Dimensões: 153 x 231 x 25 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 408
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros em Português > História > História de Portugal

Opinião:

Portugal é um dos países mais antigos da Europa e a manutenção da nossa independência ao longo de séculos de países mais poderosos deveu-se a grandes batalhas que surgem ao longo do curso do tempo.

Nada melhor para iniciar este livro como o início de Portugal, a Batalha que ficou na história como o primeiro confronto pela independência de Portugal: A Batalha de S. Mamede. Nesta batalha, mãe e filho se confrontam, acabando por D. Afonso Henriques por sair vitorioso. Continuando por todas as que seguiram durante o seu reinado.

Rui Natário, navega pelos mares da história de uma forma interessante, tornando os eventos que moldaram a nossa identidade enquanto Nação. Acabei por ficar a conhecer batalhas que nunca tinha ouvido falar, o que me agradou bastante. Dos que já conhecia fiquei a saber mais pormenores que não imaginava.

Um excelente livro para compreendermos melhor as nossas origens e os conflitos que nos moldaram



LilianaNovais

[Opinião] "Creta 1941" de Antony Beevor (Bertrand)

0

Wook.pt - Creta 1941

Sinopse:

Os alemães estavam convencidos de que ataque aéreo a Creta em 1941 lhes garantiria uma vitória fácil e sem surpresas. Não faziam ideia de que os britânicos tinham intercetado as suas comunicações e preparado uma armadilha. Mas as coisas também não correram como planeado para as forças britânicas: um mal-entendido fatal ditou o desenlace trágico da batalha. Derrotados, os combatentes gregos organizaram-se numa resistência feroz e heroica, apoiada pelos oficiais britânicos do SOE.

«Excelente (…) uma narrativa fascinante dos esforços de guerra em Creta, incluindo a terrível experiência dos cretenses sob a ocupação germânica.» The Sunday Telegraph
«Beevor tem um dom para recriar o momento histórico e durante algumas passagens deste texto até o leitor mais imperturbável terá de parar para recuperar o fôlego. (…) Recomendado quer para o leitor profissional, quer para o curioso.» Library Journal
«Este é o livro A LER acerca do enorme papel que Creta desempenhou nos acontecimentos da Segunda Guerra Mundial.» The Helenic Book Service

«Beevor é o historiador mais lido da era Bookscan.» Bookseller

Ficha Técnica:

ISBN: 9789722533980
Edição ou reimpressão: 10-2017
Editor: Bertrand Editora
Idioma: Português
Dimensões: 150 x 233 x 32 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 472
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros em Português > História > História Militar

Opinião:

Ultimamente tem-se falado muito da Segunda Guerra Mundial, em muito suportado pelo ambiente de tensão que temos vivido um pouco por todo o mundo.

A queda da Grécia e mais especificamente de Creta tem sido alvo de estudo e de análise, uma vez que os Gregos tinham toda a capacidade para ganhar a batalha. Conheciam melhor o terreno em que lutavam e mesmo assim deixaram-se levar pela insegurança e acabaram por perder.

Este livro acerca de um acontecimento tão importante da Segunda Guerra Mundial é de leitura recomendada pelo blog, devido ao que se passa no mundo.

O que mais me atraiu no livro foi que não nos parece que estamos a ler um relato mas algo mais literário.

Este é um livro acerca de uma importante batalha, que ditou o curso da Segunda Guerra Mundial.
LilianaNovais

quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

[Opinião] "Cidadela" de Antoine de Saint-Exupéry (Livros do Brasil)

0


Wook.pt - Cidadela


Sinopse:

Cidadela, obra póstuma publicada em 1948, constitui a súmula de Saint-Exupéry e das suas meditações de toda uma vida. Narrado na primeira pessoa por um rei de um território onde o deserto se perde de vista, esta é uma conversa consigo mesmo e com o divino, sobre a humanidade, sobre a vida, sobre o amor e a busca do sublime.

É simultaneamente um monumental exercício de linguagem, um longo poema em prosa, que Saint-Exupéry começara a escrever em 1936 e que não teve tempo para concluir. Na manhã de 31 de julho de 1944, levantou voo da Córsega e nunca mais voltou à base - terá sido abatido pela Luftwaffe perto da região de Grenoble-Annecy.


Este é pois um texto incompleto, mas de uma riqueza ímpar, a cuja tradução Ruy Belo dedicou dois anos e sobre o qual escreve: «Não temos rebuço em afirmar que Cidadela passará à história, iluminada pelo conjunto da produção de Saint-Exupéry, como uma das obras-primas do nosso tempo.»

Ficha Técnica:



ISBN: 978-972-38-2993-8
Edição ou reimpressão: 08-2017
Editor: Livros do Brasil
Idioma: Português
Dimensões: 152 x 235 x 40 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 656
Tipo de Produto: Livro
Coleção: Dois Mundos
Classificação Temática: Livros em Português > Literatura > Romance

Opinião:

Apenas tinha lido "O principezinho" de Antoine de Saint- Exupéry, e foi prazer que li este livro, o qual, apesar de estar incompleto é um livro com uma beleza singular. A qualidade da escrita é fora de série, não há muitos termos de comparação. Apenas tenho pena do autor não o ter conseguido acabar.

Este livro é mais do que um romance, é um ensaio filosófico em que o autor busca um sentido e respostas. Um procura de si próprio, como a cidade é um reflexo de si próprio.

Um livro com uma profundidade que nos obriga a pensar, o que nos faz demorar bastante tempo a ler. Se bem que por vezes achei o livro um pouco defensor da tradição e pouco apoiante da evolução e da mudança. Os sentimentos que me causou foram bastante contraditórios.

Um livro repleto de ideias para ponderarmos. Uma boa oferta para quem gosta de filosofia.





LilianaNovais

[Opinião] "Se conhecessem a minha irmã" de Michelle Adams (Planeta)

0


Sinopse:

Duas irmãs, duas vidas separadas.
Uma família marcada por um segredo angustiante.
Durante toda a vida ela pensou que foi dada porque a família não a deseJavascript
Mas e se a verdade é algo muito pior?
Uma história que revela como os laços e segredos de família podem ser letais.

Arrepiante e trágica na mesma medida.

Ficha Técnica:

ISBN: 9789896579142
Edição ou reimpressão: 06-2017
Editor: Editorial Planeta
Idioma: Português
Dimensões: 155 x 236 x 23 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 312
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros em Português > Literatura > Policial e Thriller

Opinião:

Nunca tinha lido nada  de Michelle Adams, não conhecia esta autora. Quando comecei a ler pareceu-me uma história interessante, pelo menos a premissa dava essa ideia, mas o seu desenvolvimento foi muito lento, tornando, por vezes a leitura maçadora e acabamos por demorar a ler.

Elle é-nos logo apresentada como maquiavélica, manipuladora, vil. Desde os primeiros momentos que a desprezamos. Para uma pessoa que nunca lidou com a irmã, Irini, acho demasiado exagerado o poder que a primeira exerce sobre a segunda.

A vantagem deste romance é ser narrado na primeira pessoa, pelo que vamos desvendando aos poucos o eventos e o mistério que está por detrás da separação das duas irmãs e o segredo que tem sido guardado por décadas.

Este é um livro cheio de subtilidades que nos leva numa viagem em que não obtemos respostas diretas.





LilianaNovais

terça-feira, 19 de dezembro de 2017

[Opinião] "Passa a noite comigo" de Megan Maxwell (Planeta)

0



Sinopse:

Um romance atrevido e contemporâneo! Uma história de amor que faz sonhar, com ritmo, paixão e sentimentos à flor da pele. Este livro é uma sequela da série Pede-me O Que Quiseres. Recheado de amor, luxúria e sexo, tem uma história de amor bastante forte com a componente erótica própria deste género. Fará as delícias das fãs da autora e das leitoras mais românticas.


Ficha Técnica:

ISBN: 9789896579241
Edição ou reimpressão: 11-2017
Editor: Editorial Planeta
Idioma: Português
Dimensões: 153 x 147 x 33 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 560
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros em Português > Literatura > Literatura Erótica

Opinião:

Megan Maxwell já nos habituou a excelentes romances eróticos muito intensos e repletos de ação e de erotismo. Novamente, não desiludiu. Neste romance somos atirados desde o início para um mundo onde o sexo não é tabu e as personagens sabem bem o que querem.

Para mim um bom livro erótico tem de ter mais do que apenas cenas explicitas, este também tem que ter uma boa trama associada, que nos faça querer saber mais, virar a página para compreendermos o que vai acontecer de seguida e este livro consegue fazê-lo.

Desde o primeiro momento em que Dennis e Lola se conhecem é bem patente a atração que sentem um pelo outro. O primeiro sente curiosidade em relação a esta e a todo o mistério que dela emana. Quando se reencontram a situação complica-se e a atração que sentem por vezes transforma-se me mágoa e ódio, o que cria situações caricatas e intensas.

Foi com prazer que revi algumas personagens dos volumes anteriores e que fizeram algumas aparições neste volume. Se bem que há personagens muito interessantes que apareceram pela primeira vez, como é o caso de Priscilla, a irmã desta, a qual inicialmente nos parece um cliché mas depois acabamos por compreendê-la.

O vilão desta história é alguém que eu já esperava que fosse, suspeitei desta personagem passados alguns capítulos e no final acabei por ver as minhas suspeitas confirmadas.

Em resumo, é um excelente livro para oferecer este Natal, ainda que tenha referências a volumes anteriores, não é essencial tê-los lido.
LilianaNovais

segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

[Opinião] "O Feitiço de Marraquexe" de Rosanna Ley (Porto Editora)

0


Sinopse:

No coração da histórica Medina de Marraquexe, entre os animados souks e bazares, encontra-se um grupo de europeus, desfrutando a tranquilidade de um riad. Ali dão os primeiros passos no conhecimento da inebriante gastronomia marroquina. Entre eles, Nell, uma jovem que sonha abrir um restaurante na sua Cornualha natal e Amy, uma fotógrafa que reúne material para editar um livro de cozinha e pretende levar a cabo uma exposição sobre Marrocos na sua galeria de arte, no Dorset.

Nell procura dar sentido à sua vida, depois da morte da mãe; Amy procura Glenn, um primo americano, cujo último paradeiro conhecido é algures em Marrocos. E, assim, ambas embarcam numa viagem de descoberta das suas próprias raízes que surpreendentemente se encontram ligadas.


Em O feitiço de Marraquexe, os coloridos souks e bazares são descritos por Rosanna Ley com tal vivacidade que provocam no leitor uma irresistível vontade de deambular pela histórica Medina de Marraquexe.

Ficha Técnica:

ISBN: 978-972-0-04803-5
Edição ou reimpressão: 03-2017
Editor: Porto Editora
Idioma: Português
Dimensões: 152 x 235 x 29 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 416
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros em Português > Literatura > Romance

Opinião:

Este é o primeiro romance que leio de Rosanna Ley, foi com receio que comecei a lê-lo, uma vez que não é a minha leitura predileta. O meu pai leu em primeiro e ficou encantado com a história e isso aumentou a curiosidade em ler.

Para mim, este livro trata da auto-descoberta e de mistério. As personagens partem para Marraquexe por motivos diferentes, cada um tem o seu objectivo, mas no final os seus destinos entrelaçam-se, assim como alguns dos seus passados estão interligados sem terem a noção.

É um livro misterioso, repleto de descrições coloridas e detalhadas de um mundo que é, para nós, exótico e distinto, com as suas particularidades que são tão próprias.

Adorei a Amy, a sua independência e a sua intensidade. A imagem correta da mulher moderna, mas que lhe falta algo, uma base de sustentação, que nos esquecemos na nossa vida tão completa e cheia que esses pormenores nos passam ao lado.

Por outro lado, e em contraste com esta personagem, temos Nell, a qual tenta se tornar independente e senhora de si mesma sem depender das decisões. Esta personagem é bastante insegura mas é a que mais vai evoluir ao longo da história.

Este romance está repleto de situações que nos fazem pensar como uma decisão pode alterar a nossa vida.

LilianaNovais

[Opinião] "Agenda 2018" de Adrin (Planeta)

0



Opinião:

Todos os anos, por volta desta época do ano, começamos a procurar agendas para o próximo ano. Já começamos a ter planos e a organizar o próximo ano. Por mais que encontremos agendas para todos os gostos, há sempre aquelas que nós acabamos por adorar e nos ficar no olho. Esta é uma agenda assim. Mal  a vi fiquei encantada, como podem ver nas imagens abaixo.

 No início de cada mês temos um plano que nos vai ajudar a organizar os eventos mais importantes e ter uma noção de como estamos. Virando a página podemos organizar o nosso orçamento do mês e tarefas importantes para esse mês. Cada semana é organizada em cada duas páginas, no final temos uma frase inspiradora.


 No final temos autocolantes que nos vão permitir dar um toque mais pessoal a cada dia e a cada evento.



 Uma excelente prenda de Natal para aqueles que gostam de ter uma agenda na mala e sempre à mão.

LilianaNovais